Um novo portal está no ar

Site pipa.com.br surgiu em 1995, quando um telefone fixo era a única comunicação da Praia da Pipa com o resto do mundo

Out. 31, 2017, por Danilo Di Giorgi

Imagine-se agora em meados dos anos 90, um mundo bem diferente do mundo de hoje. Os celulares eram raros, uns tijolões caríssimos que funcionavam mal. Um tempo em que os primeiros computadores pessoais começavam a ficar populares, mas só nas grandes cidades. Agora imagine a Praia da Pipa nessa época. Pois foi quando Heitor Theberge e Marcos Tadeu, dois amigos cariocas profissionais de sucesso da área de informática do Rio de Janeiro, aportaram nesse pedaço do Nordeste em busca de uma vida mais simples e tranquila. Nos primeiros anos eles só passavam aqui os meses do verão. 

Internet, uma novidade – Naquela época a Pipa estava ficando conhecida entre os turistas mais descolados do Brasil e do mundo. Heitor e Marcos viram numa novidade da época, a Internet, uma possibilidade de renda para eles que buscavam um jeito de ficar de vez por aqui. A ideia foi criar um site e usar a rede mundial de computadores para divulgar mais os pontos turísticos da Pipa e ajudar as pousadas e restaurantes locais a ganhar mais clientes. A Web ainda engatinhava no Brasil e o acesso ainda era pequeno mesmo nas grandes cidades do Brasil. 

Mesmo assim, com muita ousadia e coragem, no final de 1995 foi lançado o www.pipa.com.br. O site, que foi provavelmente o primeiro portal brasileiro com informações organizadas de uma localidade turística, passou por cinco grandes reformulações desde então. Mas a maior mexida aconteceu durante os últimos meses: um grande projeto que envolveu muitos profissionais, modernizou o portal, facilitou a navegação e foi concluído no último dia 29 de setembro com o lançamento da nova versão.
Primeiros anunciantes – “No começo deu trabalho convencer os primeiros clientes a anunciar no site porque aqui não tinha acesso à Internet e não dava pra mostrar o que a gente estava vendendo. Para você ter uma ideia de como era na época, só tinha um telefone fixo pra toda Pipa. Mas o pessoal confiou na gente e logo começou a perceber que valia a pena investir porque os turistas começaram a chegar nas pousadas e restaurantes com as páginas do site impressas nas mãos. A maior parte era de gringos, porque mesmo no Brasil a Internet ainda era pouco conhecida”, explica Heitor. 

Após a primeira reformulação da página, que aconteceu em 1999, Marcos alçou outros voos e Heitor assumiu a gestão do site ao lado de sua companheira, Gisela Uren. 

Modernidade e tags – O novo portal foi construído sobre uma das mais modernas plataformas disponíveis, é totalmente responsivo – ou seja, também oferece uma boa experiência de acesso por celulares e tablets, além dos desktops – e proporciona conexão com todas as mídias sociais. As áreas de grande sucesso do site foram todas reformuladas e ganharam novas fotos, vídeos e textos.
Outra novidade é a navegação por tags, onde você escolhe o que mais tem a ver com você a partir de palavras-chave. Você é do tipo que quer “PAZ TOTAL” e ficar “AFASTADO” do agito? Clique nessas tags e programe seus dias na Pipa. Mas se você gosta de festa e quer estar bem localizado, você vai preferir as dicas de tags como AGITO, PERTO DE TUDO e NO BURBURINHO. E tem dicas para quem tem CRIANÇAS, para quem quer curtir o PÔR DO SOL e para quem quer saber onde é BOM PARA SURFAR, entre muitas outras. “A grande vantagem é que o nosso portal é feito por gente da Pipa, que vive na Pipa e conhece em detalhes cada esquina da Pipa. Os sites de viagens que trabalham com centenas de locais ao mesmo tempo não tem a agilidade nem a capacidade de dar informações quentes da Pipa como quem é da terra”, afirma Heitor.


Redes sociais – Dos anos 90 para cá o site só cresceu e se tornou a grande referência da praia de Pipa na Internet. A pesquisa por “praia da pipa” no Google coloca hoje o www.pipa.com.br no topo da lista da busca orgânica, e as páginas do portal noFacebook e  Instagram Instagram somam mais de 180 mil seguidores e curtidas.


Notícias