Um encontro entre o mar e a gastronomia

Trajetória de Ricardo Rudney, dono do Restaurante Aprecíe, tem a marca do amor ao surf e à culinária.

Nov. 16, 2017, por Danilo Di Giorgi

Final do verão de 2005. O potiguar Ricardo Rudney estava em Pichilemu, um pico de surf do Chile. O dinheiro já estava quase acabando depois de quatro meses na estrada atrás das melhores ondas do Pacífico Sul. Sua passagem de ônibus de volta para Buenos Aires, onde morava, já estava comprada. Mas uma conversa de beira da praia mudaria o rumo da sua vida. Durante esse papo, um conselho para ir ali perto procurar Loreto Joglar, dona do Restaurante Secreto, que precisava de alguém para trabalhar na sua cozinha na baixa temporada e dava lugar para morar.

“Na hora eu nem me animei muito. Tinha uma vida na Argentina pra tocar e nem pensava em esticar a viagem. Mas depois, na hora de dormir, pensei em ir lá dar uma olhada no dia seguinte só pra conhecer o lugar. Adorei, a Loreto me adotou como filho e acabei ficando seis meses por lá”, conta. A chilena ensinou para ele todos os segredos da cozinha com frutos do mar e começou ali a carreira de sucesso desse chef mossoroense (que prefere ser chamado de “cozinheiro”) que hoje comanda a cozinha do Restaurante Aprecíe, uma das mais prestigiadas da Praia da Pipa.

A chegada em Pipa – De volta a Buenos Aires, Ricardo concluiu um curso de Gastronomia, mas as saudades das ondas, do sol e do calor nordestino fizeram com que voltasse para Natal, onde procurou trabalho em restaurantes. Conheceu dois noruegueses que estavam começando a um restaurante que foi um grande sucesso em Ponta Negra na década passada e onde também aprendeu muito sobre alta gastronomia. Ele sempre vinha a Pipa surfar em suas folgas. Em 2007, de novo uma conversa no mar durante um dia de surf na Praia do Madeiro foi decisiva e fez com que se mudasse para Pipa arrendando a Pousada Pomar da Pipa.

 

Mas não demorou para voltar para o mundo da gastronomia. Num final de tarde, estava saindo do abacateiro com a prancha debaixo do braço quando foi apresentado pelos seus ex-chefes noruegueses para Kristian Sjostrom, um sueco dono de restaurantes da Pipa. Kristian precisava de alguém para refazer os cardápios e reorganizar as cozinhas do hotel Pipa Ocean View e dos restaurantes Pipa Beach Club, Tranquilo e do extinto Caverna. 

Destaque no Trip Advisor – Começou ali um período de seis anos de muita ralação nas cozinhas da Pipa, até Ricardo criar coragem para abrir seu próprio restaurante, em 2015. A qualidade dos pratos do Aprecíe logo encantou o público e poucos meses depois a casa já estava no cobiçado primeiro lugar do site Trip Advisor, posição que manteve por quase dois anos. Hoje o Aprecíe está em segundo lugar entre 188 estabelecimentos do site e acumula centenas de comentários cheios de pontos de exclamação de clientes encantados com a comida e o atendimento do restaurante que oferece fusões da gastronomia internacional e contemporânea.  

“É divertido ver a cara de espanto dos clientes depois de jantarem quando perguntam de que país é o chef e eu chego me apresentando como filho de Mossoró”, diz com sorriso de menino esse inquieto chef que a cada três meses renova o cardápio e que não tem pretensão de agradar a todos (“o importante é que os pratos sejam reflexo do que eu penso sobre comer bem”).

O segredo do sucesso no mundo da gastronomia? “Montar uma boa equipe e contar com a parceria dessas pessoas. Comprar bem, mantendo boa relação com os melhores fornecedores; cuidar bem dos produtos comprados, armazenando corretamente; ter uma boa apresentação no prato; e atender bem”, revela Ricardo. Quanto a “atender bem”, ele faz questão de destacar a importante parceria de Brenda Diaz, que está ao seu lado desde o começo e que cuida do atendimento aos clientes enquanto ele se dedica a pilotar a cozinha.

Serviço: Restaurante Aprecíe


Notícias