Garça

Elegância no caminhar

Com toda sua graciosidade, as Garças (Ardea Alba) encantam. É uma ave da família do Pelacaniformes bem comum ao lagos, rios e banhados. Medindo entre 50cm e 90cm, existe as com corpo todo branco ou todo azul, as brancas possuem bicos amarelados, já as azuis tem bicos pretos, ambas com as pernas pretas e compridas, da mesma forma o pescoço, que se contorce e estica sorrateiramente em busca de alimento. 

Pode-se deparar com uma cabisbaixa, paralisada parecendo adormecida, mas estão à espreita da caça. Comem peixes, anfíbios, roedores, répteis, insetos e demonstrando inteligência utiliza pedaços de comida como iscas para atrair peixes, também tem o hábito de aproximar dos pescadores reivindicando os restos de peixes, chegando a alguns casos de comer direto nas mãos dos humanos.

Tem uma população numerosa e na reprodução utilizam as egretas, longas penas que fica no dorso que por muito tempo foi item na produção de chapéus. As fêmeas geram entre 3 a 6 ovos e oferecem alimento na boca dos filhotes por algumas semanas até aprenderem a voar. Vivem normalmente em grupos apesar de ir em busca de alimento sozinha, de hábitos migratórios, realizam pequenos deslocamentos ou grandes anuais para locais alagados. Seus grandes ninhos são construídos com gravetos em ninhais com várias outras espécies de aves aquáticas, uma verdadeira comunidade. 

Aqui no Brasil permeiam o Pantanal, costa do sudeste, norte e claro, no nosso querido nordeste próximo a rios, lagos e manguezais. Na Praia da Pipa, em determinados períodos podemos facilmente encontrar as garças na vazante da maré onde formam as piscinas naturais ou na Lagoa de Guaraíras, um verdadeiro show de beleza natural.

Veja também